segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Oceano...


Eu tive um sonho. Eu conheci uma pessoa. Eu pude ver na minha mente um mundo perfeito. Eu sonhei acordada e mesmo com mais curvas que deveria fazer, eu cheguei lá. Porque mesmo sonhando
a inocência é bonita.
Refaço meus planos e é brilhante poder contar com o olhar.
É impossível mudar de direção.
Na realidade...
Você foi um motivo para eu continuar viva. E de toda melodia deixei minha sanidade aos poetas no caes do porto. Aos loucos nos hospícios, aos figurões nas praças, aos personagens das minhas histórias e olhe lá...
Não preciso de razão para sonhar, sou guiada por toda ferosidade. Por um oceano no azul dos olhos. Um turbilhão que surge de dentro. O caos, o cotidiano, as palavras inusitadas, as figuras de ceras, as bonecas empoeiradas e toda a intelectualidade.
Vamos caminhar no ar, vamos sentir a brisa e fingir que esse é o último momento que estamos sóbrios. Porque não estamos. Não estamos preparados para aguentar o mundo e precisamos quebrar o silêncio do caos, mesmo que seja apenas com uma lágrima...um riso bobo na multidão... um espetáculo à parte.
Ame antes que seja tarde.
Deixe de amar antes que se torne obscessão.
Ferir alguém com o punhal preso em suas mãos. E ainda somos tão crianças...
Às vezes tão estranha, às vezes tudo está tão rápido e ao mesmo tempo monótono.
Caminhando nas nuvens.
Lançando um feitiço para meus próprios amigos. Eu só queria sair; vamos juntar as coisas e ver o que dá.
Vamos apagar as luzes e ver nossa história no retroprojetor.
Vamos fechar o olhos e ver a vida passar.
Vamos ser simples, tão longe e tão perto de tudo e todos.
Somos tão crianças quando brincamos em ser maiores.
Somos tão crianças segurando a vela derretida. Somos perfeitos a quem nos quer bem, somos imperfeitos a qualquer alguém...
Somos crianças contando pontos e não temos balas. Virei uma formiga na multidão todos os dias.
Virei um sacrifício para poder sobreviver. Virei escrava da arte para desabrochar. Virei humana quando aprendi a amar um animal de outra espécie.
Vi os barcos virarem e torci para o mar.
Virei essência de perfume quando senti teus braços segurando os meus.
E no último instante eu apenas quero desejar...
durante os dias não esqueça que és parte de meu universo.

Autoria: Suzy M. Hekamiah

19 comentários:

Anônimo disse...

Posso estar errado, mas em tudo que escreve, tem rastro de perda e inconformidade... dá entender que é uma cicatriz que nunca se cura. Acho q eu tb tenho uma, na verdade é uma parte minha q morreu, por te-la perdido e amei tanto ao ponto de se tornar uma obsessão prejudicial!...

me identifiquei nesse trecho:

"Ame antes que seja tarde.
Deixe de amar antes que se torne obscessão.
Ferir alguém com o punhal preso em suas mãos. E ainda somos tão crianças..."

o que escreve faz regressar a aquilo tudo q sinto e senti!

luciana disse...

texto triste, mas belo.....traz uma bela mensagem.

Pedro Henrique disse...

Um texto impressionante e intenso. Uma visão difícil do mundo e um inconformismo notável. Belo texto, ótimo de ler.

Anônimo disse...

=)

Leo Bamora disse...

Parabéns. O texto traz uma 'intensidade', não sei descrever. Sonhos, Sonhos. Sempre dão um ar 'elegante' aos textos. O amor é algo tão simples e no mesmo tempo tão complexo, indecifrável.

Abraços, Até Mais e Parabéns novamente.

Anônimo disse...

E adoro o que vc escreve.=)

David Aragon disse...

É uma espécie de prosa poética gótica... Fiquei mesmerizado pelas palavras, um pouco confuso, como se um parte de mim quisesse emergir da escuridão da minha alma...

CHINFRAS e TALS

KORAnolasco disse...

A verdade, é que nada faz sentido nesse mundo cheio de sentidos insanos.
A Susy ai, viaja demais nessas loucuras involuntárias.
Somos apenas micróbios querendo entender o que não pode ser entendido.
Tu tinha que escrever algo mais bizarro. Mais dadaista.
Bate mais forte poo!?

Fabio Aleixo disse...

adorei o peso e o aperto...
parabéns mesmo...ˆˆ
ñ sou bom em comentar...rs
perdão...
rsrs

>>>Lis<<< disse...

muito bom o texto, parabéns.
Encontre na vida a inspiração e seja feliz com seu potencial.
visite
http://lisems.blogspot.com/

Ivani disse...

A VIDA É UMA INSPIRAÇÃO CONSTANTE!

Walkyria disse...

adorei...parabens pelo blog...perfect

Érico disse...

Gostei do blog, bem organizado e pelo visto já está até famosa dando entrevista né? seu texto é bem interessante mais confesso q nào é muito a minha praia. Um abraço e sucesso no blog

Guilherme disse...

Blog Muito bom vo segui XD

Alcione Torres disse...

Obrigada pelo comentário em meu blog sobre a Ração Humana.
O bom da mistura de ingredientes é que, se você não gostar de algum, não vai sentir o gosto. Você citou a gelatina e o guaraná. Não dá pra sentir o gosto do guaraná e a gelatina é sem sabor. Os dois ingredientes são importantes, pois a gelatina dá aquela inchada no estômago e o guaraná acelera o metabolismo.
Tenho tomado, principalmente, com banana. É como uma vitamina normal e a gente fica com a barriga cheia mesmo!
Um abraço.

http://atribeiro.blogspot.com/

Melisseira (♥) disse...

Oi , adorei seu blog !
Visita e comenta o meu também ...
http://viciadasemmelissa.blogspot.com/
Beijos !

Reidryk Vinicius disse...

Um texto romântico...
Fiquei tentando descobrir qual oceano se pasaria a história. Seria o Atlântico, Índico ou Pacífico e descobri um novo oceano.
Rsrs(risos)

Um belo conto!
Parabéns minha amiga!

Rodolfo Soares disse...

Belo texto... e nem me fale em sonho... hj não consegui dormir direito,, péssimos sonhos!

Abraços
www.borarir.com

Pobre esponja disse...

Belas palavras de uma bela mulher. Seus cabelos são raios de sol da escuridão que habitas.

abç
Pobre Esponja