terça-feira, 9 de junho de 2009

Sinfonia de Inverno

Os gigantes aparecem com suas vozes de trovão; eu continuo a correr e árvores cercam a região. Espectros de flores amedrontam o caminho; sombras sem linhas.
Se existisse um preço para a felicidade, qual seria?

Eu tenho um mundo de fantasia, eu tenho um refúgio num livro e por um momento é tudo o que tenho para sonhar.
O que eu necessito para sonhar...um abraço, um céu mais lindo, um oceano no seu olhar.
As pessoas estão amando sem parar e eu só queria teus braços para sentir o infinito.
Nada pode ser maior que o amor para libertar ou para prender um coração. Se o mundo oferecer-lhe forças para lutar ou cruzar os braços para sempre, a vida continuará a ser frágil; nisso eu desejo que não pare de sonhar;
Não segure o copo tão levemente, não deixe que seus fãs pensem que você é um cristal inquebrável. Que tudo a sua volta passa de um santuário de perdões. Expectativas em algumas pessoas geram tantos atos infusivos, que o belo um dia pode quebrar muitos espelhos na mente.

Eu queria ter tido coragem de segurar sua mão enquanto era tempo; enquanto suas mãos não tivessem virado garras. Desculpe-me por pensar que tudo que sonhei era uma bela sinfonia.
Eu estou num belo vale, tentando secar as lágrimas que derramei. Eu vejo um jardim branco. Eu vejo um lindo castelo uniforme com o ambiente. Eu avisto portas que não consigo abrir, seu coração tem as chaves que não ousa tocar. Por quê? Por que há tanto mistério em seus gestos? Por que sinto isso?
Diga-me! Conte-me uma história que os anjos vem me salvar. Mostre-me que os contos de fadas podem ser reais. Que o universo conspira a favor de nós.

Eu não quero mais ouvir os gigantes; eu estou vendo meu reflexo na água e alguém rouba meu espelho dizendo que não é o suficiente ser assim, que o ideal está longe demais, quem sabe nas revistas e jornais... Todas aquelas fotos não fazem sentido, eu fecho os olhos e me refugio num lugar que ninguém mais pode entrar, só pra acreditar que os anjos vem me salvar.

Existe um alto valor em arriscar, eu sei. Nem por isso deixo de vê-lo, eu somente sou mais alguém, mas posso mover o mundo e é isso que me motiva para continuar a ver as estrelas.
Um dia você disse que tinha todo o tempo do mundo para mim e agora não está ligando para as promessas. Mesmo longe sua presença é forte, isso é tão assustador que enquanto durmo sinto que não estou sozinha. Eu quero acreditar que são anjos, para não cair em suas lembranças.
Lá fora a neblina toma conta, o inverno chega. É mais uma estação sem você.
Diga que tem uma resposta para as minhas expectativas, diga que essa garota que aqui sou, não está nas florestas dos gigantes à toa. Que por mais difícil seja encontrar o caminho eu não tenha me enganado quanto ao seu olhar... Que um dia os gigantes desistam de ofuscar as pegadas que levam a você.

Doce sinfonia
Selvas de mistério
Corremos contra o tempo
Encontramos um castelo perdido
Sentimos a pequena Fênix dentro de nós.
Nas páginas dos livros, estampado na imaginação...
Uma pequena garota correndo pelos campos
Uma terrível sensação que te deixa cabisbaixo pelos cantos
Direita ou esquerda?
Os medos involuntários não deixam de existir.

41 comentários:

Thaís - MissLexotan6mg disse...

Como tu consegue ser tão poética?
Eu não tenho esse dom ¬¬'
BOA SEMANA, querida!
:**

Jaime Guimarães (Groo Veiga) disse...

Olá!

É uma belíssima declaração de amor. Sim, vale a pena arriscar quando se acredita nele. Não é conto de fadas ou canções de anjos...mas tornará-se real, e é isso o que importa, na verdade.

O amor liberta, mas cuidado para também não se aprisionar e nem aprisionar ao amado.

Mas suas palavras estão muito bonitas, parabéns!

abs

CANTORAS INTERNACIONAIS disse...

Muito lindo.

Os textos são seus?

Parabéns, sou escritor e poeta, e adorei a delicadeza com que tu teces as palavras.

Abraços,

Marcos.

michele disse...

que texto lindo!
parabéns!

mijeiderir disse...

que texto lindo!!

é seu? se for parabens escreve muito bem, invista nisso que vai ter sucesso!


abraços

Mijei de Rir - Alegria e diversão!

Flávia disse...

Essas coisas acontecem, acho normal, por pior que seja, é normal.
Ás vezes sonhamos tanto, sem nem querer acordar, que nem percebemos que por um sonho podemos chegar ao inverno mais frio em nossos corações.

Mas olha, cuidado! Nada demais é pra sempre uma boa intensidade!

Márcio disse...

Olá Suzy, além de ótima escritora (lindo texto "Sinfonia de Inverno", apesar de não ser bem "minha praia") provou ser uma ótima leitora, do tipo que tece bons comentários e fazem valer a pena ter postado. Obrigado.

Taâh disse...

Lindo texto... Muito haver comigo, me senti acolhida e ao mesmo tempo tristonha com seu texto, Muito bom, Parabéns http://www.confissoesblogger.blogspot.com/

Paula Martins disse...

O seu texto é bem parecido com o meu jeito de escrever, logo, gostei...rsrs...brincadeirinha. Legal o seu blog.

Quer mudar? Comece por você! disse...

Lindo seu blog! Muito interessante, Parabéns!

Wagner Marques disse...

os medos são nossos motores!

BRUNO disse...

Belo texto, impressionante o seu começo e a mudança de escrita que gradativamente ficando mais pessoal, sincero e dramático. Infelizmente promentemos o infinito sem nem msm saber se somos capazes de cumprir uma promessa primeiramente, passa o tempo, e as conquistas perdem seu valor, assim como os sentimentos... Não deveria ser assim, mas quando se trata da natureza humana, é impossível não ser tão rotineiro ou tão imprevisível que não se possa deter esse ímpeto, ou uma comodidade, não sei...

Abraços!

cris disse...

"Eu quero acreditar que são anjos, para não cair em suas lembranças"

As vezes a gente tem que se apegar a alguma coisa para não sentir tanta dor na realidade.
Tu tens um dom tremendo, e continue assim!
estou te seguindo!

bjs.
Cris.

I want it all ~ disse...

Muitooo bom :D
Gosteei (Y)
Beeijos :**

______________________
SdM 2.0: Tchau, Clarinha :/
SdM 2.0: DEATH NOTE!
www.sorvetedemorangoo.blogspot.com

PanPum Flûor disse...

caramba muito bom, você que escreveu ?

fantastico o texto D:

parabenz pelo blog

Spertnez disse...

Ótimo texto!
Muito bem escrito! Entendi que vive um dilema entre arriscar por um amor e não ter retorno!

Parabens pelo Blog!

http://gustasou.blogspot.com

Sequelanet disse...

ótimo texto, parabéns, gostei do blog, continue assim, Beijos ; )

Breno Bastos disse...

Você deveria pensar em publicação.

jaka disse...

continuemos a sonhar entao.

Luiz Guilherme disse...

essa bela sinfonia linda naum podia encerrear melhor com um lindo pôr-do-sol..

http://lg7fortalezace.blogspot.com/

vlw

cris disse...

Tu és maravilhosa no q faz e por isso tem um selinho pra vc lah no meu blog.
Pega lah.
Bjs,
Cris.

cris disse...

Tu és maravilhosa no q faz e por isso tem um selinho pra vc lah no meu blog.
Pega lah.
Bjs,
Cris.

Livia Queiroz disse...

Linda maneira de escrever.
Deixa transparecer bem as "reflexões" do inverno. Há um tom triste e intenso em seu escrito, mas de uma beleza ímpar.
Eu ameiii


"[...] o belo um dia pode quebrar muitos espelhos [...]"
Perfeitoooo

Parabéns

Cecília disse...

Bela declaração de amor!
Como consegue? Eu nunca escrevi um poeminha sequer!
Fico pensando: qual o preço da felicidade?
Melhor nem pensar, já que é algo em que não podemos colocar preço.
Boa semana.

Martha M. disse...

Que bonito, muito tocante.

Eu cheguei à ver o jardim...O castelo também. Que lugar bonito você foi visitar, :D

Gostei imensamente do blog, pretendo voltar!

menumulher disse...

declaração bonita.
bem poética mesmo.

Aguardo sua visita:
http://menumulher.wordpress.com/

Sarah Miller disse...

Extremamente bonito, devo concordar, não parece real, bonito de mais para pertencer a este mundo. Continue assim, querida!

Ednaldo Cardoso disse...

Adorei o seu blog.
VocÊ escreve muitoooo bem. rs.

Sempre que possivel voudar uma passadinha por aqui.

Um grande abração.

TRΛИSĞRЄSSIVΛS disse...

tenhoo uma amiga que se mudou pra caxias!
ela me convidou pra morar láaa!
será que é legal ai?

ahuauh
beijoss!

Camila Penha disse...

Oi..
Lindo texto..Vc é uma poeta...Suas palavras são magnificas ...
parabens pelo dom !

---------------
http://camilapenha.blogspot.com
------------------------

Um abraço carinhoso!

Breno Bastos disse...

"Estou num vale tentando secar as lágrimas... Vejo um jardim branco." Ptz! Viajei com esses dois versos. Foram promissores.

Bananada é 10 disse...

belo textp
mt bom msm

http://bananadae10.blogspot.com/

Rosangela A. Santos disse...

Menina .. que texto maravilhoso ... adorei mesmo .. cheio de sentimento e poetico .. adorei.. rs

Abç.

Apelos e Apreços disse...

fico feliz que tenha se identificado com algo no meu texto :D

Angel disse...

Lindo texto poético, declaração de amor muito bonita, parabéns!

http://infonews2012.blogspot.com

Marcus Duarte disse...

nao gosto muito de textos assim, mas li e "tentei" compreender, ta bem legal mesmo, abraço...

Clip Emoção disse...

Este Blog tem apenas uma palavra a ser dita "BRILHANTE"

Marcelle disse...

Oi....

Os textos são teus ?
Se forem está de parabéns....me emocionei ao ler....muito bonito mesmo...

"Eu queria ter tido coragem de segurar sua mão enquanto era tempo; enquanto suas mãos não tivessem virado garras."

Nossa essa parte foi linda...

Parabéns de novo ^^

http://nadadecriativo.blogspot.com/

Beijão querida =)

Suriel Bonnet Fayad disse...

De fazer nascer cabelos
no coração...
E arrepiar!
(Será que faz mal pra circulação? Cabelos no coração? Depilar dói?)

Talvez a neblina tomando conta,
talvez o inverno misturado ao sentimento bom que emana das palavras suas.

Poder ver o céu mais lindo mesmo com um oceano no olhar... Não ousa tocar as chaves do coração por não encontrar o tempo da percepção de que se as portas se mantiveram abertas é porque ainda não foi preciso (ou não quis) colocar uma fechadura?

obs.: Quem são os tais gigantes?

Vivi disse...

Olhaaaa.... linduuuu!!!!
Muito legal isso, vc escreve perfeitamente....
bjusss

=***

Diego Janjão disse...

Suzy, depois de ler alguns textos seus, venho lhe perguntar:

"você já viu o site "recanto das letras"?

seria um bom lugar para vc publicar suas obras, protegendo-as contra cópias, se quiser!