domingo, 19 de janeiro de 2014

Livro Novo

Hoje vou escrever sobre o meu novo livro DÉMODÉE e como foi meu processo criatio para escrever ele.





Démodée é um termo usado no mundo da Moda que quer dizer "ultrapassado". A partir deste ano, é o nome do meu novo livro.
Foram dois anos de pesquisa para ele ser concluído. E tudo começou em uma visita que realizei a uma tecelagem. Desde então, comecei a pesquisar sobre como a Revolução Industrial influenciou a humanidade e levou os moldes da tecnologia e consumismo dos tempos atuais a partir da indústria têxtil. Meu trabalho foi concluído e registrado. Tendo previsão de lançamento em 2016 dentro e fora do Brasil.


Sinopse:

"O luxo não pode ser contido... E nem o horror."

Em plena época de um dos maiores eventos de estilo do mundo, o São Paulo Fashion Week, dois acontecimentos chocam o mundo da Moda: A ossada de uma famosa modelo desaparecida há vinte anos é encontrada em uma antiga tecelagem em Manchester, no Reino Unido e na França outra super modelo desaparece. As pistas não estão claras, mas para o estudante de Direito Jonathan Rodriguez, que encontrou os restos mortais da jovem, a única certeza é que todo glamour das passarelas esconde o pior dos horrores.



Inspiração no Universo da Música:

Quando comecei a escrever sobre a personalidade dos personagens, conheci a trajetória musical do músico e produtor Anderson Bedin. Foi no acaso que sua história e arte inspiraram no molde do meu trabalho, após eu ouvir falar de seu nome na região em que morava.
Após ouvir as composições de Anderson Bedin, senti que era a trilha perfeita para as cenas que abordavam o universo Rock and Roll da trama. Mas além disso, Anderson Bedin eternizou-se no meu livro de uma forma que torna a história muito mais real, através de sua trajetória de vida no meio musical abordar exatamente os pontos chaves de questões como e quando os músicos começam cedo a entrar no universo do show business. No livro, o modelo e produtor Armand e a banda Ghost Navy que aparece em inúmeras vezes nas cenas como uma das principais bandas do universo da história são referências diretas ao Anderson Bedin. Armand pelo seu aspecto físico e alter ego que está o ápice da carreira artística, sendo reconhecido por diversos profissionais. E a própria Ghost Navy, banda que descrevo seus shows e simbologia das músicas durante momentos em que os personagens refletem sobre o que estão passando.

                                                 

Eu pude levar em consideração toda a força que as pessoas que seguem na industria do entretenimento transmitem.  Essa combinação de ideias e de processo criativo é o que faz a Arte ser um mistério. Démodée surgiu pra mim do acaso e do acaso fiquei sabendo da carreira do Anderson Bedin que começou muito cedo, cujo era exatamente o que eu estava buscando como pesquisa de inspiração subliminar e profunda com a realidade. Mas acasos não existem, então eu mais que acredito que tudo o que foi inspirado e os nomes citados no livro foi por mérito de estarem aí. Anderson é um excelente músico que inspirou muitas pessoas, por sua trajetória árdua de dar a força e coragem pelos seus sonhos desde muito cedo, ainda na adlescência e aos 20 anos hegou onde muitos mais profissionais mais velhos buscam estar. Isso o levou a amadurecer tão profundamente que o mundo em sua volta esteve em seus pés, como ele esteve como a base sólida de muitos que estiveram trabalhando com ele.


                                 

O tempo e as razões se confundem, mas os sentimentos e energia ainda são os precursores da arte e de nossas vidas na maioria dos caminhos, seja musical ou literário ou da vida no geral. Por esta razão,  tento descrever a música e a história de Anderson Bedin, como a força que  rege os sonhos com base na essência que se acredita ser a responsável por mudar o mundo em sua volta.
Meu livro seria muito diferente se não tivesse conhecido seu trabalho, pois a energia e emoção que absorvi de sua história de vida e de suas composições, fizeram com que cada página do livro fosse escrita de uma maneira única que trouxe inspiração a mim, emoção aos personagem e eu espero que dê esperança aos leitores que inspiram suas vidas em artistas, rockstars, modelos e atores e entendem como nasce um líder, no caso artístico. Então, a história de Anderson da forma que é: Um mar de possibilidades, estratégias, criatividade e sem limites de idade para enfrentar os obstáculos, incluindo a responsabilidade que nasce da experiência, inteligência e garra de cair e de se levantar e não pelo o que os outros dizem sobre seus limites e intuições. Anderson age como os mestres de diversas assuntos do passado agiram; Simplesmente sendo líder no que faz e buscando a melhor maneira de encarar os objetivos e mostrar sua energia ao mundo, porque o que somos simplesmente existe e não pede para ser provado, apenas é resultado de onde estamos para onde queremos estar.
Como músico e produtor que és, foi descrito em meu novo livro como a essência que move personagens que buscam a liderança de suas profissões desde cedo no meio musical.

Desta forma eu busquei eternizar sua história em meu livro para que o mundo compreenda que ser um artista ou qualquer pessoa influente para as demais pessoas não é para qualquer um, mas deveria ser para quem realmente busca mostrar que suas ações são necessárias para evoluir o mundo da melhor forma pelo melhor que se é.
Eu quis mostrar o significado que é dar sabedoria ao mundo acreditando no seu trabalho desde muito cedo.
Postar um comentário