domingo, 9 de março de 2008

Certas Coisas

O que estou fazendo aqui?
Me sinto tão atormentada em seus braços
Certos horizontes não nos levam a andar

Isso é somente de você
São coisas que demoramos a entender
São passos de querer ser
Não choramos
Não mentimos
Mas sentimos mais falta do antes
Mesmo odiando todo um passado
Somos crianças com medo
Aprendendo a viver sem proteção
Estamos tão sujeitos à dores...
Tenho medo de pisar em falso
De tropeçar em minhas próprias palavras
De tudo dar errado outra vez
De eu ver em suas reação um mundo negro
Eu me importo com você
Mesmo você não percebendo
Eu faço muito por você
Eu acredito em milagres por sua causa
Prestes a colidir com as ameaças
Eu sei que você pensa em mim
Que sente que eu era feliz bem antes de tudo
Que sente um pedaço de seus dias presos aqui
Teus medos de amar
Vários motivos nos levam a nada
Eu continuo a contar as horas
Parece que não vai dar tempo para nada
Até que pode me entender
Até que poderá ver que sou em vão
Eu sinto, mas não sou tua perfeição
Mas posso te fazer feliz
Posso tentar mudar por você
Para não te deixar ir
Como eu tenho vontade de fugir de novas dores
Que por enquanto nem ameaçam em vir


Um comentário:

leti disse...

Eu sei que algumas palavras saem fluentemente mas os sentimentimentos vem do coração,naum tenha medo de dar um novo rumo a sua vida...pois voçê merece ser feliz!!!!!!