domingo, 27 de outubro de 2013

Minha Literatura

Queridos amigos, em novembro eu irei para Fortaleza visitar duas escolas. As atividades que estou preparando para os alunos, incluem de forma pedagógica bate-papo, criação de personagens e até um caça ao tesouro usando as dependências da escola ( surpresa para o tesouro =D) que faz jus à temática de piratas do meu livro infanto-juvenil Código dos Mares - Os Contos do Tempo.
O trabalho que será desenvolvido, nestas instituições, já está sendo encaminhando para outras escolas para ser implementado no ano que vem. É um sonho que quero realizar. Já trabalhei como professora de informática e adoro ambientes de aprendizagem.
Será algo muito especial para mim, pois foi o ambiente escolar o "culpado" por eu querer ser escritora. Pelo menos para cair a ficha de que essa seria minha vocação.
Desde as atividades que tive no ensino fundamental nas disciplinas de Artes e Português, na qual motivaram-me a escrever os primeiros poemas e peças escolares com menos de dez anos; também por causa da bela metodologia de ler um livro por semana e propostas para conhecer autores no final do ano, foram exemplos de que toda bagagem durante meus estudos foi importante para um dos meus principais desejos, como escritora, que é estar cada vez mais junto às salas de aula.
Engana-se quem acha que Arte é (apenas) glamour, mas é um pouco da nossa alma que toca outrem. O objetivo da Literatura sempre foi encenar a linguagem do conhecimento humano, causando prazer aos sentidos e à sensibilidade do homem, tanto para com o leitor ou para com o autor. O objetivo do escritor sempre foi a capacidade de levar ao mundo outras formas de ver a realidade, porque todo escritor não consegue ser indiferente ao real, por mais escapista que possa parecer. Somos um estudo do nosso tempo, catalogado nos viés da imaginação descrita.
Arte é parte da representação da própria ética, do contexto social/histórico. Por isso, é única e não pode ser comparada. Toda a história tem um ponto a ser questionado, considerável, um ponto sublime ou desproporcionado.
Contudo, em nome da Literatura, sou apenas ferramenta para transformar algum sonho em realidade, sendo que para isso basta abrir as páginas de um livro.

Love,

Suzy M. Hekamiah

Postar um comentário